Família

Anúncios

Desafio sensorial

180120161738campuscolinasgeral

Hoje na aula do professor Pedro Ribeiro, no Instituto Federal de Educação. Ciência e Tecnologia – Campus Colinas, tivemos uma aula diferente. Como o Professor Pedro é um cara muito criativo ele montou uma coisa tipo labirinto que cada aluno de olhos vendados passavam por um teste sensorial. Paladar, olfato e tato. Na verdade é teste de memória também. São poucos minutos que aparece que é uma eternidade.

PALADAR

Mesmo com os olhos vendados e o nariz tapado, somos capazes de identificar um alimento que é colocado dentro de nossa boca. Esse sentido é o paladar. Partículas se desprendem do alimento e se dissolvem na nossa boca, onde a informação é transformada para ser conduzida até o cérebro, que vai decodificá-la. Os seres humanos distinguem as sensações de doce, salgado, azedo e amargo através das papilas gustativas, situadas nas diferentes regiões da língua.

1º passei dentro de um poço d’agua;

2º provei morango;

3º provei maça;

4º provei manga;

5º provei banana;

6º chocolate.

OLFATO E TATO

Podemos adivinhar o que está no forno apenas pelo cheiro que sentimos no ar da cozinha. Esse é o sentido do olfato. Partículas saídas dos alimentos, de líquidos, de flores, etc. chegam ao nosso nariz e se dissolvem no tecido que reveste a região interna do teto da cavidade nasal, a mucosa olfatória. Ali a informação é transformada, para ser conduzida, através do nervo olfatório, até o cérebro, onde será decodificada.

OLFATO

1º cheiro de café;

2º cheiro de canela;

3º cheiro de erva manjericão;

4º cheiro de alegrinho.

TATO

1º berinjela;

2º mandioca;

3º gengibre;

4º coelho;

5º caveira;

6º estrela mar;

7º cabaça ou ovo.

Com certeza esquece de alguns.

Rio Tocantins

20160714_13521520160714_16031720160727_160001


 

Bola de meia, bola de gude e bola de capotão

Essa postagem é do face do Pastor Ed René Kivitz, achei legal postei alguns comentários que estava lá. Se alguém comentar faça a sua leitura da imagem e poste e comentem também.

cartafdfdfdfe

Criminalidade

É tanta violência na cidade
Brother, é tanta criminalidade

As pessoas se trancam em suas casas
Pois não há segurança nas vias públicas
E nem mesmo a polícia pode impedir
Às vezes a polícia entra no jogo

A gente precisa de um super-homem
Que faça mudança imediata
Pois nem mesmo a polícia pode destruir
Certas manobras organizadas

A lua já não é mais dos namorados
Os velhos já não curtem mais as praças
E quem se aventura pode ser a última
E quem se habilita pode ser o fim

Não!
Tudo um dia vai passar
Sei que tudo um dia vai mudar (Edson Gomes)

B. B KING A LENDA

Riley Ben King, mais conhecido como B.B. King, morreu aos 89 anos, na noite desta quinta-feira (14), em sua casa em Las Vegas, nos Estados Unidos.
King era conhecido como o “Rei do Blues” e foi responsável por definir o som eletrificado do gênero no pós-guerra. Ele também se tornou o nome mais conhecido do blues mundialmente e o responsável por levar o estilo das áreas rurais dos Estados Unidos para a indústria musical mundial.

“Ser um cantor de blues é como ser negro duas vezes”, escreveu King em sua autobiografia, “Blues All Around Me”, sobre a falta de respeito ao estilo musical em comparação ao rock e jazz. “Enquanto o movimento de direitos civis lutava pelo respeito ao povo negro, eu sentia que estava lutando pelo respeito ao blues”, acrescentou.

O guitarrista era membro do Hall da Fama do Rock and Roll e do Hall da Fama do Blues e foi considerado um dos maiores guitarristas de todos os tempos (em 2003 foi classificado como o número três de todos os tempos pela revista “Rolling Stone”, atrás apenas de Jimi Hendrix e Duane Allman).

Casamento da Gleycinara em Presidente Kennedy-TO

Este slideshow necessita de JavaScript.


FAS Agenda

setembro 2017
D S T Q Q S S
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Categorias